Brasília MultiSport traz a Cia. Nós do Bambu e Nação Zumbi na Esplanada de graça. Leia entrevista com a Cia. Nós do Bambu.

A terceira edição do MultiSport Brasília, evento inspirado no neo zelandês Speight´s Coast to Coast, reúne esporte e turismo e traz corrida, canoagem e ciclismo em diversas locações da cidade. O evento explora a corrida de aventura e o triatlo e promove a imagem turística de Brasília, seja em suas vias ricas em arquitetura e um infinito céu ou em belos cenários no Lago Paranoá. Vários competidores participam BMS 2010, entre eles Alexandre Manzan, Kenny Souza, campeão da edição passada, Xikito, Flávio Viana, Pedro Oliva, Bárbara Bonfim Andréa Marra e Karen Ludgren.    
Xikito, Kenny Souza, Andréia Marra, Alexandre Manzan, Pedro Oliva. Foto de Paula Pratini.
Jordan Romero é o mais jovem competidor do BMS 2010. Com apenas treze anos. o garoto já se aventurou em todos os continentes e pela primeira vez na cidade fala sobre suas experiências:           

  

Jordan Romero. Foto de Paula Pratini.

“Estou feliz em estar no Brasil pela terceira vez. Eu curto viajar pela América do Sul. Viajo desde que nasci em todos os continentes. Viajar é muito importante para mim, posso abrir a mente e conhecer novos lugares. O mundo é minha sala de aula. Estou muito feliz por estar aqui no meu primeiro MultiSport. Espero ir bem na competição, estou muito confiante. Apenas me divertindo.”          

Jordan participou de uma conversa com adolescentes participantes de programas de inclusão social, no Auditório Nereu Ramos do Congresso Nacional, na última quinta (24 de junho).          

O BMS continua hoje, com provas e premiação seguidas de apresentações artísticas.          

"Uirapuru Bambu". Foto de Alexandre Magno.

A Cia. Nós do Bambu apresenta o espetáculo “Ultrapassa!“, um balé aéreo com coreografia idealizada especialmente para o evento às 20:30. Situações vividas por esportistas são abordadas de forma bem humorada.          

Ás 21:30 tem Nação Zumbi no palco para encerrar a noite de lua cheia.          

O Acha Brasília entrevistou Poema Mühlenberg, da Cia. Nós do Bambu.    

"Uirapuru Bambu". Divulgação.
Como foi a passagem do Integral Bambu para o Nós do Bambu?          

“A Cia. Nós No Bambu surgiu na Integral Bambu, que é uma prática desenvolvida por Marcelo Rio Branco, realizada principalmente em estruturas de bambu, construídas para fazer exercícios, aprender a andar suspenso, fazer massagem, expressar movimentos artísticos, ou para simplesmente subir. Os fundadores da Cia. são praticantes de Integral Bambu que se conheceram e compartilharam o desejo de se aprofundar na vertente artística da Integral. Inicialmente, respondíamos a convites para participar com performances em eventos. Naturalmente, com dedicação, temos nos aprimorado.”          

O grupo já recebeu o Prêmio Carequinha, importante reconhecimento na área do circo. Como vocês veem e interagem com o chamado Circo Contemporâneo?          

“A proposta de Nós No Bambu é dialogar com as artes: cênicas (dança, teatro e circo), plásticas (nos cenários, figurinos, objetos e maquiagem) e musicais. Por esta característica, e por fazermos dança acrobática, estamos contextualizados no movimento do Circo Contemporâneo global. Localmente, estamos inseridos no Fórum de Circo do Distrito Federal e Entorno (do qual sou representante), e participamos dos eventos circenses do DF (como as duas Mostras Zezito e o evento Brasília Outros 50). Além disso, mantemos contato e relações de troca com outros grupos e profissionais do Brasil e do exterior.          

"Ultrapassa". Divulgação.

Ao mesmo tempo que nos inserimos neste movimento global, nosso trabalho é pleno de brasilidade contemporânea; pois consideramos que uma das características marcantes da identidade nacional é a união de culturas e elementos distintos em caldo novo, particular e mutante. E Brasília, nossa jovem capital, é a síntese dessa mistura, com suas peculiaridades. Então a Cia. Nós No Bambu está no Circo Contemporâneo com brasilidade e “brasiliensidade”.        

“Ultrapassa”, novo espetáculo do grupo já provoca uma curiosidade a partir do título. O que o público pode esperar da nova montagem?          

“ULTRAPASSA! é um espetáculo de dança acrobática especialmente criado para festejar a entrega de prêmios do Brasília MultiSport – Desafio no Cerrado. As modalidades da prova – corrida, ciclismo e canoagem – nos inspiraram a criar um espetáculo que aborda as situações vividas pelos esportistas com humor e dinamismo. O público pode esperar pelas surpresas.”          

A Cia. “Nós do Bambu” transita entre diversas linguagens e trabalha com criação coletiva. Como é trabalhar sob a direção de William Lopes e com a assistente de direção Renata Jambeiro, que são das artes cênicas e música, respectivamente?          

“Na verdade, tanto William Lopes como Renata Jambeiro são formados em artes cênicas. E ambos dialogam conosco no interesse em unir técnicas, vertentes e influências. William, além de ator e diretor, também trabalha com intervenções urbanas e técnicas de suspensão, como rapel. Renata é atriz, cantora, dançarina e coreógrafa. São profissionais que tem nos ensinado e contribuído muito para o crescimento de nosso trabalho. Em nossa primeira montagem, Uirapuru Bambu – espetáculo de dança acrobática, os dois já tinham feito este trabalho em conjunto e complementar, que está ainda melhor agora.”          

Fale sobre sua relação com Brasília como espaço para intervenções urbanas.          

“Nos sentimos integrados à construção da identidade cultural brasiliense, cuja arquitetura é marcante e influenciadora. Ao colocar nossos aparelhos de bambu no espaço urbano, integramos suas linhas ao traçado da cidade, que oferece tantos cenários ótimos para intervenções urbanas. Assim como Brasília une o concreto armado à vastas áreas gramadas e arborizadas, nosso trabalho une o natural ao tecnológico. Até hoje, a maioria de nossas performances aconteceram ao ar livre, pois, além de dispor de belos cenários naturais, utilizávamos as árvores como elementos de fixação dos aparelhos. Além disso, somos simpáticos a idéia de demonstrar nosso trabalho de maneira democrática e includente, para todos que quiserem vir ou simplesmente toparem conosco na rua.”          

6 – Quais são as proximas apresentações após o MultiSport Brasília?          

“Temos interesse em colocar ULTRAPASSA! em temporada, mas ainda não fechamos a data. Em paralelo, a Cia. também pesquisa outro espetáculo, com direção de Hugo Rodas.”          

"Ultrapassa!". Divulgação.

Serviço:          

Espetáculo “Ultrapassa!” da Cia. Nós do Bambu          

Local: Esplanada dos Ministérios (Gramado central, ao lado do Museu Nacional)          

Data: 26 de junho de 2010 (sábado)
Horário: 20:30
          

Show do Nação Zumbi          

Local: Esplanada dos Ministérios (Gramado central, ao lado do Museu Nacional)          

Data: 26 de junho de 2010 (sábado)
Horário: 21:30