O espetáculo “Cria” reúne mulheres do teatro de Brasília.

Fotos: Diego Bresani.

O espetáculo http://dk-elbrus.ru/sharre/ugaday-slovo-uroven-85.html Cria está em cartaz e propõe um jogo poético sobre temas como transitoriedade, luta por poder e interdependência. Em seu enredo o percurso de http://www.auto34bazar.ru/projects/929-502-kakoy-operator-i-region-gorod.html Caísa Tibúrcio e уравнения для второго класса по математике Nana Faria, que por um infortúnio do destino molecular e das mutações das dimensões físicas, se deparam com a transitoriedade do espaço-tempo: trocam ideias, propõem reflexões e criam conexões. São seres que se colocam num território híbrido, pulando por dimensões, espaços, personagens e sentimentos para abordar temas que permeiam o cotidiano das mulheres atuais.

A proposta do espetáculo, com direção de Ana Flávia Garcia, é de que as atrizes circulem por situações de interdependência entre os opostos, briga por poder e incomunicabilidade, tudo com muito humor, principalmente em temas sensíveis como solidão e utopia. O espetáculo faz referência às regras comportamentais, à dura rotina enfrentada pelas mulheres contemporâneas, à incompletude, à iminência da guerra, às relações pessoais, ao desconhecido, ao universo, mas principalmente à poesia da alma.

A temporada traz apresentações nos dias 23 e 24 de maio (terça e quarta) no IFB de Ceilândia e de 26 de maio a 4 de junho, no Teatro Goldoni, com sessões às sextas e sábados, às 21 horas e aos domingos, às 20 horas.

Serviços: Espetáculo Cria
Datas: 23 e 24 de maio (terça e quarta), às 20 horas
Local: IFB (Ceilândia)

De 26 de maio a 4 de junho (sexta a domingo)
Sextas e sábados às 21 horas
Domingos às 20 horas
Local: Teatro Goldoni (EQS 208/209)
Entrada franca
Classificação indicativa: 16 anos.